27.1.16

En mi closet #3

No meu roupeiro os vestidos nunca são demais. 
Aproveitando os saldos da Ana Sousa, uma marca portuguesa, comprei um vestido que adorei assim que o vi. É uma peça que traduz bem o meu estilo.

25.1.16

Tecidos africanos / Telas aficanas

Depois de fazer uma colecção de carteiras com os vários tecidos africanos que fui adquirindo durante algumas viagens, fiquei ainda mais rendida à beleza destes tecidos.

Pelo que comprei mais alguns, desta vez vindos directamente da Guiné-Conacri. São todos tão lindo que não consigo escolher o meu favorito:

18.1.16

Assistentes de bordo / Azafatas

Quando viajo de avião gosto de observar os trajes das assistentes de bordo das várias companhias aéreas. De todas as que viajei recentemente, os trajes que mais gosto são os das assistentes de bordo da Avianca, a companhia aérea colombiana. Acho os trajes bastante elegantes com a capa e o chapéu a dar um toque de sofisticação.

Cuando viajo en avión me gusta ver los trajes de las azafatas de las diversas compañías aéreas. De todos las que viajé recientemente, los trajes que más me gustan son de las azafatas de Avianca, la aerolínea colombiana. Creo que son trajes muy elegantes, con la capa y el sombrero para darle un toque de sofisticación.


Imagem retirada da Intenet

13.1.16

Nova lei em França: lei contra a extrema magreza / Nueva ley en Francia: contra la ley extrema delgadez

Desde há algum tempo que existem várias manifestações contra o baixo peso que muitas modelos aparentam nos desfiles de moda e com o uso muitas vezes excessivo do Photoshop.

Agora, a França promulgou uma lei que vem regular esta situação.
Segundo esta lei, as modelos passam a ser obrigados a obter um atestado médico de garantia da sua saúde, considerando se o índice de massa corporal é compatível com a profissão.

Além disso, as fotografias de modelos editadas com Photoshop ou programas similares têm de ter um aviso a informar que foram alteradas.

Esta lei não é inédita, visto há dois anos Israel ter adoptado medidas semelhantes.
Apesar de não acreditar que esta lei vá mudar mentalidades, pelo menos será um começo.

Desde hace algún tiempo hay varias manifestaciones contra el bajo peso que muchas modelos aparentan en los desfiles de moda y el uso a menudo excesivo de Photoshop.

Ahora, Francia aprobó una ley que regule esta situación.
Bajo esta ley, ahora establece que para trabajar como modelo se deba presentar un certificado médico, que deberá acreditar el estado de salud de la modelo, teniendo en cuenta si el índice de masa corporal es compatible con la profesión.

Además, las fotografías de modelos retocadas con Photoshop o programas similares deberán tener un aviso informando que son editadas.

Esta ley no es novedosa, ya que hace dos años, Israel ha adoptado medidas similares.
Aunque no creo que esta ley va a cambiar las mentalidades, al menos, es un buen comienzo.

Fuente: el mundo